Insights Cultura

O alinhamento com o cliente e a estrutura do futuro

por Martin Luz em 17/08/2020

Estar alinhado com o cliente, é ter o completo entendimento sobre as suas necessidades e objetivos, e fazer delas as suas também.

A falta de alinhamento gera conflito de interesses ou pior, quando uma das partes não se beneficia de alguma forma com a parceria. Isso pode acontecer em diversos mercados e negócios, principalmente em parcerias. A relação entre empresa e cliente deve beneficiar as duas partes para que seja saudável e produtiva. 

O alinhamento com o cliente deve ser algo estabelecido com todos os colaboradores e faz parte da cultura de uma empresa. É a partir dele que relações saudáveis longas e produtivas nascem, por isso, construí-la é um trabalho que necessita tempo, energia e algumas dicas que citarei a seguir.

Como se alinhar ao seu cliente?

Ouvir o que o seu cliente tem a dizer é uma das principais coisas que uma empresa pode fazer para estar alinhado às suas necessidades e objetivos. Uma comunicação clara contribui para uma relação mais produtiva e resultados mais assertivos.

Isso acontece também com um trabalho colaborativo com o cliente e internamente, compartilhando as melhores práticas e aprimorando decisões para agilizar produções e resultados positivos.

Além disso, ter conhecimento sobre as necessidades e objetivos do cliente, é otimizar processos utilizando métodos para atingir os resultados esperados, com o Business Agility. Além de metodologias, é possível aplicar determinadas mudanças e adaptações.

O formato certo

Ao adaptar o seu negócio ao que o cliente precisa, a elaboração de estratégias e a implementação de estruturas únicas de execução para os clientes, se tornam mais fluidas e podem oferecer resultados mais assertivos.

Adequar a sua empresa ao cliente também é formar uma estrutura multidisciplinar, trabalhando em conjunto com o cliente, que se torna mais ágil, eficiente e exclusiva ao negócio e o projeto.

Com diversos modelos de agências, para o cliente, muitas vezes é difícil escolher ou entender o modelo que mais se adequa às suas necessidades. Na Martin Luz, usamos o modelo que mais se adapta ao cliente. Não é o cliente que precisa se adaptar à agência, mas ela às suas necessidades.

Por isso, é possível realizar projetos na própria agência, em filiais ou na empresa do cliente, reduzindo a distância e a falta de entendimento sobre o dia a dia e o negócio, aproximando o entendimento e alinhando os propósitos das empresas.

Outra vantagem para o cliente com um modelo personalizado às suas necessidades e que contribui para o alinhamento, é o aumento do desenvolvimento e a produtividade, garantindo racionalização de estruturas e processos, reduzindo possíveis erros e melhorando a gestão da comunicação para resultados mais assertivos de forma rápida.

Valores e cultura

Sendo um importante passo para o perfeito alinhamento com o cliente, é preciso que uma agência faça dos valores e da cultura do cliente os seus também. É claro que não há ninguém que possa entender o negócio do cliente como ele mesmo, mas é dever de uma agência tentar pensar ao máximo como o dono da empresa-cliente, do head ao estagiário.

Para se aproximar do perfeito entendimento na Martin Luz, como citei acima, todas as propostas apresentadas aos clientes são pensadas em seus valores, propósitos, cultura e objetivos, feitas por meio da troca de conhecimento de todos os integrantes da equipe, a fim de que todos os envolvidos tenham o mesmo nível de conhecimento sobre o cliente.

Honestidade sempre

Enfatizar a coisa certa é, sem dúvida, mais importante do que valorizar o que é mais fácil. Ser honesto com o seu cliente é, além de estar alinhado com o que ele precisa, construir uma relação transparente e com confiança.

Atuar com integridade e honestidade, é poder solucionar problemas antes mesmo que o cliente saiba que eles existem e fazer algo para reverter a situação a tempo. É tratar o cliente como gostaríamos de ser tratados, sempre com a verdade.

Por isso, ter uma comunicação e relação transparente com o seu cliente, é uma das melhores dicas para estar em completo alinhamento com ele. Isso estabelece confiança entre as duas partes.

Segundo uma pesquisa realizada pela Digital Society Index (DSI), da Dentsu Aegis Network, em uma matéria publicada pelo Meio e Mensagem, 81% dos brasileiros entrevistados disseram que a violação de dados faria com que parassem de consumir determinada marca.

Essa situação deixa claro como a falta de honestidade, troca de valores e informações claras, podem afetar empresas, principalmente com um público mais jovem. Ser honesto com seus clientes é também pensar no futuro do seu negócio.

Uma nova perspectiva

Construir uma equipe multidisciplinar, com talentos variados e diferentes pontos de vista, é oferecer o máximo de possibilidades ao cliente. Além de possibilitar que a equipe evolua com a troca de informações e conhecimento, é permitir que o cliente tenha uma nova perspectiva.

Um olhar diferente sobre o mercado ou a própria empresa, também é enxergar as novas possibilidades que devem ser exploradas. Para isso, é preciso conhecer o cliente e, antes de qualquer coisa, que o cliente permita que outras pessoas conheçam o seu negócio.

Com um pleno alinhamento e conhecimento da equipe sobre o negócio e o mercado em que ele está inserido, é possível ter insights únicos e, muitas vezes simples, mas que são as verdades que devem ser ditas de empresas para os seus clientes, sem complexidade.

Como um cliente se beneficia com o alinhamento?

Além das vantagens já citadas acima, clientes podem conquistar resultados mais assertivos e ter o melhor proveito com parcerias que estabelecem um alinhamento claro e bem definido, por isso, é possível conquistar:

  • Mais proximidade: maior conhecimento e redução de erros;
  • Marketing insights: melhor aproveitamento de ideias e insights mais assertivos;
  • Eficiência: agilidade para lidar com situações mais críticas;
  • Resultados assertivos: melhor entrega de KPI’s e melhor ROI;
  • Melhora contínua: novos resultados positivos e mais crescimento.

Vale ressaltar que essas práticas são adaptáveis e aplicáveis a empresas de diferentes segmentos e necessidades. E, por ser adaptável, é importante realizar uma avaliação para entender o melhor modelo de parceria que pode se adaptar ao seu negócio, o que deve ser mantido e o que é preciso mudar.