Insights Tendências

Do RH ao atendimento: como o Business Agility atua na empresa?

por Felipe Leite em 30/06/2020

O Business Agility é um conjunto de métodos e técnicas para tomar decisões inteligentes e eficientes em momentos difíceis, e promover a Transformação Digital nas empresas.

 

Independente do mercado, muitas áreas de diversas empresas sofrem com determinadas mudanças internas e, principalmente, externas.

Atualmente, as empresas precisam escolher entre diversas soluções para manter-se atualizadas: equipamentos, métodos, softwares etc. 

Na maior parte dos casos, estar atual hoje significa estar inserido na Transformação Digital.

O Business Agility, dentro deste contexto, nada mais é que a capacidade de a empresa se adaptar o quanto antes a uma nova realidade.

O resultado é economia de tempo, simplificação de processos, uso inteligente da equipe e despesas menores.

Mais razões para aplicar o Business Agility? (H2)

Aderir ao Business Agility, não se trata de adquirir ferramentas para continuar inovando, mas sim de mudar o ponto de vista de todos na equipe, alertar para o uso da tecnologia nos processos da empresa e obviamente mudar a estratégia. Não adianta ter o melhor computador, se o sistema operacional dele está ultrapassado.

A flexibilidade e rapidez em se adaptar aos problemas, traz resultados muito maiores do que somente a sobrevivência das empresas, o que, visto o atual cenário, torna o Business Agility importante para o conhecimento de muitas pessoas, sejam líderes de empresas ou não.

Como exemplo, temos um caso da Martin Luz em que um e-commerce de produtos capilares obteve um aumento de 160% em sua receita durante o período de isolamento social, provocado pelo novo coronavírus.

Enquanto salões de beleza fecharam, os profissionais da Martin Luz precisaram focar as estratégias na venda online (visto que o foco da empresa é a venda de produtos profissionais).

Essa mudança foi possível graças ao potencial de se adaptar rapidamente às transformações do mercado, além de se planejar para as próximas que podem surgir. Assim como esse e-commerce, grande parte das empresas precisaram mudar seus processos para se adaptar às novas mudanças.

Como exemplo, temos o Mercado Livre, que lançou uma categoria de supermercado, focando produtos de limpeza e higiene pessoal –, que obtiveram um aumento de vendas nos últimos meses. Outro exemplo, são comércios locais que começaram a utilizar o WhatsApp Business e as redes sociais para continuar vendendo e realizando entregas durante o isolamento.

Para que o Business Agility favoreça não só os resultados e projetos da empresa, mas também o próprio desempenho e desenvolvimento dos profissionais, é preciso que ele faça parte da cultura organizacional do negócio, estando presente todos os dias, do RH à equipe de vendas. Não adianta querer uma nova forma de agir se o pensamento continua o mesmo.

Como aplicar o Business Agility?

Os métodos podem mudar de acordo com o setor, as necessidades de cada empresário, equipe, situação, entre outros fatores. Mas ainda assim, de acordo Roger T. Burlton, Ronald G. Ross e John A. Zachman, no Manifesto da Agilidade de Negócio, as diretrizes do Business Agility, são:

  1. Mudança Perpétua;
  2. Agilidade da Solução de Negócio;
  3. Criação de Valor de Negócio;
  4. Cadeia de Valor;
  5. Conhecimento de Negócio;
  6. Gerenciamento de Conhecimento de Negócio;
  7. Base de Conhecimento de Negócio;
  8. Fonte Única da Verdade de Negócio;
  9. Integridade de Negócio;
  10. Estratégia de Negócio.

De maneira geral, não existe uma fórmula aplicável a todos os tipos de negócio. A seguir, separamos algumas dicas que podem ajudar:

Foco no cliente

O entendimento sobre o cliente, deve permanecer com toda a equipe, sempre. Ter o conhecimento prévio e completo sobre o cliente, também é uma forma de se antecipar para ter soluções efetivas quando os problemas surgirem.

Uma equipe que tenha o mesmo nível de conhecimento sobre as principais dores do cliente, tende a agir mais rápido frente a novos desafios, de acordo com sua posição e área, para solucionar o mesmo problema, focando o mesmo objetivo com soluções efetivas.

Defina prioridades

Em situações complexas, se torna difícil distinguir o que vem primeiro, mas dedicar um tempo para avaliar riscos, benefícios e definir prioridades, é um passo importante para qualquer processo.

Entrega contínua

Busque constantemente novas formas de aplicar e desenvolver o Business Agility na sua empresa ou equipe, mesmo após obter resultados positivos com o método. Uma forma de manter esse ritmo, é estimular os próprios colaboradores a se adaptar a esse ritmo de mudança.

Outra maneira, é manter os profissionais atualizados sobre novos métodos e tecnologias utilizadas e que podem, de alguma forma, interferir no que é planejado e executado na empresa. Não basta estar atualizado, é preciso estar preparado.

Os líderes serão essenciais nesse caso. São eles que irão atualizar novas técnicas para  Business Agility, corrigir ações e ser fonte de informações por parte da equipe. Por isso, ter certeza de que todos os líderes da empresa têm o mesmo nível de conhecimento sobre Business Agility e a importância de sua aplicação, é uma forma de garantir que nenhuma área seja afetada.

Os efeitos do Business Agility (H2)

Como visto, antes de buscar por equipamentos e softwares para solucionar problemas de uma empresa ou de seus clientes, é preciso rever e alinhar o conhecimento de todas as pessoas envolvidas.

Ter agilidade para estar sempre um passo à frente no mercado, é muito mais do que apenas ter recursos tecnológicos e inovadores, mas também pensar e agir de forma inovadora.