Insights Tendências Transformação Digital

Entenda o impacto da Black Friday em meio a pandemia

por Martin Luz em 24/11/2020

Entenda neste conteúdo como a Black Friday pode impactar positivamente no mercado de varejo do Brasil, mesmo em um ano bem difícil para a economia.

Em meio a um ano tão conturbado como o de 2020, com a crise do coronavírus que assolou o mundo todo, as pessoas ainda planejam comprar na Black Friday. Pouco mais da metade do povo brasileiro, está planejando as suas compras para este período.

Aquela velha cena das lojas lotadas nesta época do ano, não será mais vista por conta das medidas de segurança. Portanto, qual será a medida principal das lojas para não perder uma das maiores oportunidades de venda do ano?

Pensando nisso, o conteúdo que a Martin Luz trouxe é sobre o impacto da Black Friday para economia do país, mesmo durante o período de pandemia. Como as compras, principalmente pela internet, pode se tornar uma grande oportunidade para o varejo nacional.

Black Friday 2020: qual será o impacto da pandemia?

De fato, a pandemia do coronavírus trouxe uma série de mudanças na vida das pessoas. Além dos hábitos pessoais, os cuidados com a higiene passaram a ser redobrados para evitar o contágio.

A quarentena, que foi um dos principais meios para conter toda a disseminação do vírus. Porém, ela trouxe impactos negativos para o comércio e, como consequência, para a economia.

Olhando mais especificamente para o varejo brasileiro, uma pesquisa realizada em abril de 2020, mostrou que houve retratação de 23,4% nas vendas. Por mais que este número esteja se recuperando, ele ainda segue em patamar muito baixo se comparado ao mesmo período do ano passado.

Esta nova realidade, fez com que muitos consumidores passassem a fazer compras online. Durante a crise, o consumo online se intensificou, mesmo estando em crescimento constante nos últimos meses.

Ou seja, se uma empresa não está vendendo online hoje em dia, por ser um grande problema para melhorar ou manter o faturamento.

Porém é bom lembrar, vender online não é apenas ter uma loja virtual, mas fazer com que o cliente também tenha uma boa experiência com o produto ou serviço na forma online.

Um bom exemplo disso é fazer divulgação dos produtos em canais de redes sociais, como instagram e facebook. Trabalhar com os canais de relacionamento, como o whatsapp, também é considerado como venda online.

Crescimento dos consumidores online durante o período de pandemia

Outro fato que precisa ser apontado é o crescimento dos consumidores online durante o período. Estudos apontam que houve um aumento de cerca de 40% este ano, mas o que foi maior foi a mudança nos acessos por meio mobile, que é considerado cada vez mais expressivo.

De fato, é importante pensar que o cliente está em casa, com acesso a internet e muito mais propenso a fazer compras pelo celular. Portanto, o consumo online pelo dispositivo, traz mudanças para os canais de e-commerce:

  • Sites e lojas online precisam ser cada vez mais responsivos (se adequem perfeitamente a tela do celular);
  • Mais imagens e menos texto;
  • Precisam ser cada vez mais fáceis de se navegar.

Desta forma, fica mais fácil de imaginar que muitas das compras online, serão feitas pelo celular durante o período de Black Friday. As empresas precisam proporcionar uma boa experiência para o cliente, para que aproveite de maneira correta o período.

Como ficam as lojas físicas na Black Friday 2020?

Neste ano, por conta dos decretos de segurança, não vão ter as lojas com filas enormes e lotadas de pessoas buscando promoções. Considerando o período atual, é o que todos esperam.

Porém, as lojas físicas podem se reinventar e trabalhar junto ao e-commerce para aproveitar o período de Black Friday. A retirada do produto em loja, por exemplo, é uma boa integração de loja virtual e loja física.

Mostrar essa opção para o cliente, além de ser mais rápida, ajuda as pessoas que ainda não acreditam na proposta de compra online, por exemplo. Hoje em dia, ainda existem pessoas que preferem ir até a loja e, neste caso, mesmo que seja apenas de retirada de produto, pode proporcionar mais confiança ao comprador.

As lojas também podem ganhar um formato de showroom, mostrando os produtos para que os consumidores façam a compra na loja virtual. Existem diversos meios de trabalhar junto ao e-commerce para proporcionar o melhor para o cliente, mesmo na compra online.

Para os funcionários, também pode ser válida a oportunidade da Black Friday para aumentar as comissões de vendas. Algumas empresas já estão usando os próprios vendedores das lojas como representantes na compra online, por exemplo.

Todas as mudanças podem se tornar ótimas oportunidades para alcançar novos públicos, investindo no mercado digital e na experiência do consumidor. De fato, essa é uma das datas mais importante para a economia, portanto, é preciso planejar e procurar estratégias mesmo em período difícil para a saúde.

O aumento das vendas na Black Friday de 2020

Comparado ao mesmo período do ano passado, as vendas na Black Friday de 2020 podem ter um aumento de cerca de 27%. Este resultado, impulsiona em 38% a performance do e-commerce para o ano, segundo dados da empresa Ebit Nielsen.

As previsões para a data superam todo o desempenho do comércio eletrônico no ano anterior. Segundo a empresa de dados Ebit Nielsen, o faturamento de vendas online cresceu 16,3% no ano de 2019, alcançando cerca de R$ 61,9 bilhões. Só a Black Friday teve alta de 23,6% alcançando R$ 3,2 bilhões.

Apesar das perdas econômicas no início da pandemia, alguns fatores sinalizam para um processo de retomada, principalmente no último trimestre do ano. De acordo com a empresa de dados, a inflação mais baixa ajudou o consumidor brasileiro a recuperar a confiança de compra.

Além disso, a abertura de contas digitais para o pagamento do auxílio emergencial, contribuiu para este aumento das compras online. No caso dos consumidores, a confiança em que as promoções divulgadas são realmente verdadeiras, também é apontado como aspecto de aumento no mercado de e-commerce.

De fato, a Black Friday pode ser uma ótima oportunidade para melhorar o faturamento da empresa, depois de um ano conturbado como de 2020. Aproveitar que o consumidor está cada vez mais próximo do mercado digital, está fazendo com que a economia do país possa se reerguer.

Proporcionar uma boa experiência online para o consumidor, é uma das fases que ajudam ele a finalizar uma compra. Desde um site responsivo até a pós venda, mostre que uma boa experiência não existe apenas na loja física, mas também no e-commerce.